3 de jul de 2015

Ile-de-France: o charme rústico de Château-Landon.


clique sobre a imagem para ampliar
A Ile-de-France (região que conta com 8 departamentos e quase 12 milhões de habitantes) é uma das mais ricas do país. Se a agricultura ocupa 50% do território regional, seu patrimônio cultural merece ser descoberto.
As "luzes" de Paris e o luxo de Versalhes acabam ocultando a beleza dos pequenos municípios desta linda região.

Quando chego em qualquer cidade gosto de lembrar que estou seguindo os passos de tantos outros que fizeram a sua história. Os condes, príncipes, mas também os artesãos, soldados ou lavadeiras. Em grandes centros urbanos tenho dificuldade para "me desligar" mas em pequenas cidades como Château-Landon viajar no tempo é uma coisa muito simples. 
Imagino bem tropas romanas ou peregrinos da idade média passando por aqui. Eu me apaixonei imediatamente por este lugar !

Vue depuis la place du Larry, Château-Landon © Laura Prospero
Vista da Place du Larry © Laura Prospero
Ocupada desde tempos pré-históricos, a cidade de Château-Landon atravessou os séculos e soube preservar sua beleza rústica. Oppidum (local fortificado geralmente por defesas naturais) na época gaulesa, ela foi sitiada por Júlio César em 52 a.C.  Outra referência importante, Château-Landon está associada à História da França e da Inglaterra por ser o berço da dinastia dos Plantagenêts pois aqui nasceu, em 1043,  Foulques IV.

Le Grand Lavoir Communal, vue sur le clocher de l' église Notre-Dame, Château-Landon © Laura Prospero
Le Grand Lavoir, vista sobre o campanário da Igreja Notre-Dame de Château-Landon © Laura Prospero
Na Idade Média a cidade viveu uma época de prosperidade que começou após a morte de Saint-Séverin em 507 (conhecido por ter curado Clovis, rei dos Francos). Uma igreja e em seguida uma grande abadia foi construída para honrá-lo, atraindo assim multidões que vinham admirar suas relíquias. Além disso, a proximidade de Lagny-sur-Marne e Provins (dois polos comerciais importantíssimos por suas feiras medievais) contribuiu ao seu enriquecimento.

Abbaye Saint-Séverin 1151-1790, Château-Landon © Laura Prospero
Abadia Saint-Séverin 1151-1790 © Laura Prospero
A cidade foi arruinada no final da idade média pelas guerras e a peste, causando o seu despovoamento. No entanto, no século XIX, Château-Landon passou a se desenvolver com a extração das pedras para a construção de grandes monumentos de Paris e igrejas dos arredores.

Você sabia  ?
O que a Basílica do Sagrado Coração, o Arco do Triunfo ou a Fonte Saint-Sulpice têm em comum  ? Estes monumentos parisienses foram construídos com a pedra tão característica de Château-Landon. Um tipo de calcário muito resistente que secreta uma substancia branca ao contato da agua da chuva, por isto o Sacré-Cœur está sempre branca apesar da poluição  !

petit lavoir - vue sur la Tour Saint-Thougal, Château-Landon © Laura Prospero
Petit Lavoir - vista sobre a Torre  Saint-Thougal / séc. XI © Laura Prospero
Uma palavrinha sobre os "lavoirs". Podemos traduzir esta palavra como lavanderia, eram os lugares onde as lavadeiras lavavam a roupa. Existiam "lavoirs" municipais que eram bem grandes, alguns cobertos outros não e os menores que ficavam no fundo de algumas casas que davam para canais ou riachos (como este na foto acima).
O municipio de Château-Landon restaurou vários deles que estavam praticamente destruídos, maravillha de projeto !

Em breve vou publicar um post sobre isso, este assunto merece !


• Château-Landon fica a 100 km de Paris. Para vir da capital utilizando o transporte público = trem + ônibus.
Trem linha R que sai da Gare de Lyon, em seguida o ônibus n° 34 Express.
Aconselho o site e aplicativo ViaNavigo para escolher o trajeto mais prático, muito útil para viajar na região.

• Mais informações sobre a cidade: http://tourisme.chateau-landon.com/

3 comentários:

  1. Seus post me fazem ir de corpo e alma a Paris! amo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que goste dos posts, obrigada :)

      Excluir
  2. Que lugar maravilhoso é tão perto de Paris. Com certeza é um lugar que queremos conhecer quando voltarmos. Vamos combinar?

    ResponderExcluir

Sugestões e comentários são bem-vindos !